Imagem Molecular

A imagem molecular é uma disciplina relativamente nova que permite que os processos biológicos que acontecem no organismo sejam vistos em nível celular e molecular. Este avanço possibilita aos médicos identificarem a doença nos estágios iniciais, frequentemente melhor do que eles seriam vistos nas imagens de CT e MR e, no caso de serem requeridas cirurgia ou biopsia invasiva – a remoção de tecido para exame sob o microscópio. Os procedimentos de imagem molecular são utilizados para diagnosticar e gerenciar o tratamento dos distúrbios do cérebro e ossos, câncer, distúrbios gastrointestinais, de coração e doenças renais, distúrbios do pulmão e da tireoide.

A atividade bioquímica das células modifica-se quando a doença ocorre e, conforme ela progride, esta atividade anormal começa a afetar o corpo e causar mudanças nos ossos e tecidos que podem não ser notados utilizando a CT convencional ou MR. Células cancerosas, por exemplo, começam a se multiplicar com uma taxa de crescimento e eles formam uma massa ou tumor. Pela identificação precoce destas mudanças, os médicos podem tomar uma medida corretiva em um estágio bem mais inicial da doença do que eles poderiam fazê-lo anteriormente.

A maioria dos procedimentos de imagem molecular é realizada com um aparelho de PET ou SPECT. Uma quantidade muito pequena de uma substância radioativa, chamada de radiofármaco, é geralmente injetada na corrente sanguínea do paciente antes do exame. Dependendo da parte do corpo a ser avaliada, diferentes radiofármacos são utilizados. Estes radiofármacos se ligam ao órgão alvo ou às células específicas e são detectados pelo aparelho, o qual mostra como eles estão distribuídos no corpo. Este padrão de distribuição auxilia os médicos a entenderem quão bem os órgãos e tecidos estão funcionando.

Os procedimentos de imagem molecular são não invasivos. A quantidade de radiação ionizante nestes procedimentos é pequena; em relação aos benefícios do que um diagnóstico e um tratamento precisos, médicos e fabricantes como os da Siemens, trabalham juntos para minimizar a dose de radiação, e assim diminuir o risco envolvido. Não obstante, mulheres devem sempre informar os seus médicos ou operadores se existe qualquer possibilidade delas estarem grávidas.

  • Imagem molecular e Medicina Nuclear

    Dentro do campo da imagem molecular, marcadores radioativos, chamados de radiofármacos são utilizados para visualizar a extensão da doença.

  • Modalidades Combinadas

    Na imagem molecular diversas tecnologias de imagiologia podem ser utilizadas, cada uma com seus próprios beneficios específicos.