Angiografia

A angiografia por cateterismo é uma técnica de raios-X utilizada na avaliação de artérias, veias e órgãos para diagnosticar e tratar bloqueios e outros problemas de vasos sanguíneos. Um radiologista intervencionista realiza o procedimento conhecido como angiografia ou cateterismo. Durante o procedimento, o radiologista insere um tubo fino, chamado de cateter, em uma artéria ou veia a partir de um ponto de acesso. Este pode estar na virilha ou no braço, a localização precisa depende da área do corpo a ser examinada. A substância chamada de agente contrastante é injetada para tornar os vasos sanguíneos visíveis na imagem, por ex., vasos próximos ao joelho (Figura 1) 1, vasos próximos ao coração (Figura 2) 2. O agente é eliminado posteriormente pelos rins através da urina.

Fig. 1: Angiogram of a blood vessel in the region of the knee.

Fig. 1: Angiografia por cateterismo de um vaso sanguíneo na região do joelho.

Uma das utilizacões mais comuns dos angiogramas é identificar bloqueios ou estreitamento de vasos sanguíneos que podem interferir no fluxo sanguíneo normal em muitas partes do corpo, incluindo o cérebro, coração, abdômen e pernas. Em muitos casos, o radiologista intervencionista pode tratar um vaso sanguíneo bloqueado enquanto o angiograma é realizado sem necessidade de cirurgia.

Seu médico pode recomendar uma angiografia para diagnosticar umavariedade de condições vasculares, incluindo:

Fig. 2: Cardiac imaging acquisition using a special low dose program.

Fig. 2: Captura de imagem cardíaca utilizando um programa especial de baixa dose em equipamento de angiografia por cateterismo.

  • Bloqueios das artérias fora do coração (doença arterial
  • Alargamento das artérias (aneurismas)
  • Problemas com as veias como trombose venosa profunda, ou coágulos sanguíneos no pulmão (embolia pulmonar)
  • Problemas nas artérias que ramificam da aorta (condições do arco aórtico)
  • Artérias malformadas (malformações vasculares)
  • Condições das artérias dos rins

Angiografia também pode ser realizada com diversas tecnologias, por exemplo, raios-X utilizando sistema de braço-C fixo (Figura 3), tomografia computadorizada (CT) e imagem por ressonância magnética (MRI).

Fig. 2:

Fig. 3: Sistema de braço-C fixo

Médicos e fabricantes conhecem estes riscos e fazem tudo o que podem para minimizar a dose de radiaçãoassim como reduzir os riscos envolvidos. Não obstante, mulheres devem sempre informar aos seus médicos ou técnicos de raios-X se existe qualquer possibilidade delas estarem grávidas.

1. Cortesia do Prof. D. Hahn, M.D., Departamento de Radiologia, Universidade de Wuerzburg, Alemanha.
2. Cortesia do Dr. Eberhard Kuon, Cardiologista Intervencionista, Hospital Fränkische Schweiz, Alemanha